Editorial em português

por Alexandre Dias Ramos

| English version |

Primeiramente, nós gostaríamos de agradecer a todos a incrível acolhida, o apoio e o sucesso que foi a primeira edição da revista. Ela foi super bem recebida em inúmeros lugares e eventos, e, ao longo desses seis meses, tivemos prazerosos momentos conversando sobre o fascinante processo de exibir arte. Muito obrigado à comunidade artística por abraçar o projeto.

E aqui estamos em nossa segunda edição. Apesar da VISIT não fazer edições temáticas, sem dúvida há alguns fios condutores que amarram uma matéria à outra. Algumas vezes elas são escolhidas e ordenadas para se complementarem, outras para se contraporem, e assim construir, junto com o leitor, uma experiência crítica sobre nosso assunto preferido: a curadoria de arte. De alguma maneira, todos os artigos dessa edição dialogam com a arquitetura, seja através da relação do espaço físico em si, seja através do planejamento para desenvolver algo. Como a arquitetura pode contribuir ou inibir a criação? Como as pessoas do mundo da arte lidam com o espaço da arte, que é físico, mas também social?

Há também, nessa edição, grandes encontros, como o de Mia Nielsen com Lukus Toane, Camila Kieling com Barbara Strongin, Jennifer Fisher com Jim Drobnick (claro), Dax Morrison com Su-Ying Lee, e a estimada participação de Bianca Lupo, April Lee e Grayson Perry, que, só por isso, já vale a visita.

Então, aproveitem!